segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Novela e Preconceito


Há algum tempo venho ouvindo comentários sobre uma novela, transmitida por uma emissora importante, que se propôs a tratar de alguns temas médicos. O que mais me chamou a atenção, naturalmente, foi o tema psiquiátrico, que fala sobre questões polêmicas,  como o uso do eletrochoque como punição, tratamento desumano aos pacientes e médicos "terroristas". É uma grande pena que um tema tão delicado seja tratado de forma tão rasa e equivocada! Há algumas décadas, surgiu uma nova tendência da Psiquiatria, que condena todos esses abusos feitos no passado, abusos esses muitas vezes feitos por ignorância e mesmo como forma de castigo. Diariamente travamos uma luta com os pacientes, no sentido de mostrar-lhes que seu maior inimigo não é a medicação e sim o transtorno que o impede de ser livre, de conviver de forma saudável com sua família e seus amigos, e que não tira, como muitos pensam, a sua criatividade. Pelo contrário, estimula o pragmatismo e a tomada de atitude, ajudando a tornarem-se efetivos, reais, todos os seus projetos, que muito provavelmente se perderiam com a deterioração do quadro mental, num cérebro exposto aos efeitos deletérios da patologia. Estamos no século XXI e chegou a hora de dizermos não à ignorância, uma das maiores inimigas da felicidade humana.